A Pedagogia Waldorf é baseada na Antroposofia – palavra de origem grega que significa “sabedoria humana”.

Fundamentalmente, ela tem como objetivo desenvolver a personalidade de forma equilibrada e integrada, estimulando o florescimento, na criança e no jovem, de:

  • Clareza do raciocínio;
  • Equilíbrio emocional;
  • Iniciativa da ação.

Rudolf Steiner desenvolveu um currículo que incentiva e encoraja a criatividade, nutre a imaginação e conduz os alunos  a um pensamento livre e autônomo. Destacando-se desde o início por ideais e métodos até hoje revolucionários, a pedagogia Waldorf é extremamente atual para nosso tempo, quando as questões humanas, o espírito cidadão e a responsabilidade social têm sido temas constantes em todas as esferas.

A Omniscência fez uma seleção especial de livros essenciais para pais e educadores que desejam entender melhor a infância e a Pedagogia Waldorf:

A Pedagogia Waldorf

pedagogia-waldorf-livro

Criada por Rudolf Steiner em 1919, a Pedagogia Waldorf tem por meta proporcionar à criança e ao jovem o desabrochar harmonioso de todas as suas capacidades, interligando as esferas física, emocional e espiritual segundo sua concepção integral do homem.
Tendo sido um dos pioneiros na fundação da primeira escola Waldorf brasileira, Rudolf Lanz transmite aqui seu conhecimento e sua experiência nesse sistema pedagógico que há mais de oitenta anos vem modificando substancialmente os conceitos de educação escolar em todo o mundo.

 

Os Primeiros Sete Anos

os-primeiros-sete-anos

Este livro pode muito bem tornar-se o novo manual de consulta para pais eeducadores Waldorf do jardim de infância. Ele se aprofunda consideravelmente na natureza quádrupla do ser humano e nos processos de transformação que caracterizam o desenvolvimento infantil no primeiro setênio de vida. A presente obra do Dr. Schoorel estabelece a ponte entre a Educação e a Medicina; eu o recomendo a toda pessoa preocupada com o sadio crescimento e desenvolvimento da criança pequena.

 

 

A Natureza Anímica da Criança

natureza-animica-da-crianca

Conhecer em profundidade a natureza infantil é uma tarefa à qual deveria propor-se toda pessoa incumbida de educar ou tratar crianças de qualquer faixa etária. Saber distinguir o temperamento predominante, bem como as capacidades e restrições  que isto acarreta, é fundamental para a compreensão do comportamento individual e grupal da criança.
Além disso, possibilita uma sensata adoção de medidas orientadoras e compensadoras dos excessos, com vistas a um harmonioso equilíbrio de tendências.

 

A Prática Pedagógica

pratica-pedagogica

Indicando procedimentos metodológicos adequados à estruturação do ensino, Steiner demonstra, nestas conferências aos primeiros professores Waldorf, como o paulatino amadurecimento infantil vai propiciando a introdução dos conteúdos pedagógicos necessários, desde que se observem as características de cada fase ou idade para a elaboração do currículo. Educar para a vida deve ser a verdadeira meta de uma pedagogia voltada ao desenvolvimento integral dos alunos, para que no futuro estes venham a assumir seu papel no amplo contexto da humanidade.

 

Os Três Primeiros Anos da Criança

primeiros anos da crianca

Este é um livro que vem trazer uma nova dimensão ao estudo e ao cuidado do ser humano na primeira infância. Com base numa concepção antroposófica do homem, Karl König caracteriza aqui todos os  processos que capacitarão o recém-nascido a desenvolver-se e a integrar-se no mundo como ser social e individual. A conquista do andar ereto, o aprendizado da língua materna e as primeiras manifestações do intelecto evidenciam-se como etapas que ambientam o florescimento dos três sentidos superiores: o sentido da fala, o sentido do pensamento e o sentido do eu.

 

Problemas de Aprendizagem

problemas-de-aprendizagem-antroposofica

Com uma narrativa didática e acessível, e baseada em experiências próprias de pedagogia curativa, a autora demonstra, sob forma de exercícios simples — mas ricos em significados —, que ajudar crianças a relacionarem-se melhor com sua corporalidade é trabalhar para que as dificuldades sejam integradas na evolução da personalidade. “Não se trata de recuperar uma função deficitária, mas, sim, modificar um comportamento deficiente, ajudando a criança a soltar os nós do seu destino.” Acompanhar suas indicações é, portanto, participar de um competente e carinhoso esforço no sentido de amparar a criança com problemas de aprendizagem.

 

 

Destroços e Traumas

Desde 2006, educadores, médicos, psicólogos e terapeutas do Centro Parsifal de Karlsruhe, com a supervisão e direção da Associação Amigos da Arte de Educar de Rudolf Steiner, trabalham com intervenções da pedagogia de emergência.
Essas intervenções procuram ajudar crianças e jovens traumatizados, por meio de medidas de estabilização, durante o processo de superação de seus traumas. Através da segurança e proteção proporcionadas, da criação de laços emocionais confiáveis, do desenvolvimento da autoestima e de realizações próprias, da redução do desgaste emocional, como também da criação de uma atmosfera de grupo positiva, as forças de autocura das crianças e vítimas de traumas são ativadas.
A pedagogia Waldorf, que se orienta nas leis do desenvolvimento da criança tomando como base sua dimensão global e com o apoio de formas terapêuticas de cunho artístico, parece ser especialmente designada para servir como base a intervenções pedagógicas de emergência.

O sentido da palavra: No princípio era o Verbo

Terapia fonética realizada com as mãos nas costas do paciente: eis, em resumo, o significado dessa súbita palavra — quirofonética — que desponta nos meios terapêuticos alentados pela Antroposofia no Brasil. Embora relativamente nova entre nós, a quirofonética já existe há cerca de duas décadas na Áustria e outros países, ampliando e aprofundando caminhos terapêuticos em busca da saúde e da integridade humanas.
Despertar para a fala, despertar para a consciência, despertar para a vida, mesmo que em caráter limitado: é esta a tarefa que se propõe essa nova ciência dos fonemas, que se faz instrumento do Verbo na terapia e, muitas vezes, na cura de patologias dos mais diversos níveis.
Conhecê-la em seus princípios, acompanhando com mente aberta seus sinuosos passos, só poderá ampliar e enriquecer a atuação cotidiana de professores, médicos, psicólogos, pais e demais interessados nos enigmas ocultos na pessoa humana.

Os Temperamentos

Dando continuidade a seu livro “A face revela o homem”, o Dr. Norbert Glas evidencia aqui a validade da antiga teoria grega da correspondência entre os quatro elementos naturais (terra, água, ar e fogo) e os quatro temperamentos humanos (melancólico, fleumático, sangüíneo e colérico).
Reconhecendo as características de cada temperamento, adquire-se a possibilidade de harmonizar tendências unilaterais e cultivar o equilíbrio necessário a uma vida biopsíquica saudável.

 

 

 

 

Comments

comments