Casas simples e coloridas, que comportem uma pessoa, com janelas amplas, favorecendo a iluminação natural e de onde se vê jardins floridos. Essa é a configuração da vila minimalista, iniciativa da Trudo Housingcorporation, em parceria com o estúdio de arquitetura Elmo Vermijs.

O objetivo é acolher ali – de forma transitória – pessoas em situação de rua, até que consigam retomar à vida de antes, com dignidade: “pode ficar até se sentir pronto para mudar para uma residência ‘mais convencional’”.

No chão, os caminhos levam de uma moradia à outra, a fim de despertar nessas pessoas o senso de pertencimento a uma comunidade. Elas precisam contribuir com os gastos gerais, mas tudo foi pensado para ter o mínimo de despesa, por isso foi instalado o sistema de geração de energia voltaica e não o convencional.

Inspirador, não é mesmo?

Fonte:  The Greenest Post

Comments

comments