*Trecho extraído do livro “A Eterna Busca do Homem”:

“Que todos os filhos e filhas que foram nutridos pelo amor da mãe, sintam-se repletos de afeição maternal – que é amor incondicional – e expressem essa afeição aos demais. Desse modo, darão ao mundo o consolo da paz e trarão o céu à Terra.

O amor materno não nos é dado para nos estragar pela excessiva indulgência, mas para enternecer nossos corações, a fim de que, por nossa vez, possamos suavizar os outros com benevolência e libertar, dos apertados laços da escravidão ao mundo, as almas que se debatem. (…)

Minha devoção sincera e absoluta à minha mãe terrena, que foi a primeira causa do meu amor pela Mãe Divina. Portanto, foi o grande amor por minha mãe que me levou à iluminação.

Na Índia, gostamos de nos referir a Deus como Mãe Divina, porque uma verdadeira mãe é mais terna e misericordiosa que um pai. A mãe é uma expressão do amor incondicional de Deus. As mães foram criadas por Deus para mostrar-nos que Ele nos ama com ou sem motivo. Toda mulher é, para mim, uma representante da Mãe. Vejo a Mãe Cósmica em todas. O que mais admiro em uma mulher é seu amor maternal. (…) Quando você puder ver todas as mulheres como sua própria mãe, a exemplo de alguns mestres da Índia que alcançaram a realização divina, o amor universal entrará em seu coração. (…)

As mães não poderiam amar seus filhos se, nelas, Deus não tivesse implantado esse amor. Contudo, o crédito pertence também ao instrumento, porque o fluxo de amor divino passa através da mãe humana. Todos os grandes mestres honraram suas mães. (…)

Um lar adquire graça pela presença da Mãe Divina sob a forma de mãe humana. Não é esse um pensamento para ser lembrado sempre? Não o esqueça. O amor à Mãe deve ser constantemente cultivado em seu coração, de modo que, sempre que avistar uma mulher, você a veja como sua mãe. Se olhar para uma mulher sem luxúria nos olhos, poderá receber dela algo de seu depósito de tesouros espirituais.

Por que se deu à mãe esse amor? Para que pudesse amar seus filhos de modo incondicional. Amar o próprio filho é apenas um exercício do amor divino. A mãe pensa que o filho é seu, mas ele é filho de Deus. O filho lhe será tirado assim que o Espírito Divino o chamar. Assim, toda mãe deve estender o amor que sente por seu filho a todos os filhos da Terra.

Espera-se que a mãe cuide de seu filho, e ao filho se diz que honre sua mãe; mas eu digo que um filho deve não só amar a mãe, como também ver todas as mulheres como expressões da Mãe Divina.

Cada mãe deve lembrar que o amor divino incondicional está passando através de si, e que é abençoada. Deve compreender que não é o próprio amor que dá e, sim, o amor da Mãe Divina que nela está. Deve ter orgulho de seus filhos, mas não se limitar a dar amor apenas a eles. A mãe deve oferecer amor divino incondicional a todos. (…)

Mães, sintam-se orgulhosas porque a Mãe Divina assumiu a forma de vocês para dar amor tangível ao mundo, não apenas a seus filhos, mas a todos os filhos da Terra. Então, serão realmente abençoadas e, em vez de pensarem que têm um ou cinco filhos, perceberão: “Tenho muitos filhos em toda a Terra.” Nessa consciência, vocês se unificam com a Mãe Divina.

A mãe que considera todos os filhos de Deus como se fossem seus já deixou de ser a mãe mortal. Tornou-se a Mãe Imortal. Isso é o que todas as santas são. Um dia, percebem: “O grande amor que sinto por meu filho sinto, agora, por todos. Agora sei que não sou este corpo, mas uma expressão da Mãe Cósmica.” Pensem no que podem conseguir! De uma simples mulher à Mãe Divina! E por que não? A Mãe Universal as fez à Sua imagem e vocês devem manifestar essa imagem, transmitindo a todos os seres Seu ilimitado amor.”

 

 

eterna-busca-do-homem

A Eterna Busca do Homem

Em “A Eterna Busca do Homem”, primeiro volume de uma coletânea de palestras de Paramahansa Yogananda, o autor revela as verdades universais da ciência da Yoga aplicadas tanto na vida cotidiana, como em sua eterna busca espiritual. As palestras são uma grande fonte de inspiração e guia para os dias de hoje, pois trazem importantes temas para a construção de uma vida equilibrada, como: Autoanálise: Chave Para Dominar a Vida •Eliminar do Rádio Mental a Estática do Medo •Hábitos: teu amo ou escravo? • A Cura pelo Poder Ilimitado de Deus •Nervosismo – Causa e Cura •Recompensas Físicas e Espirituais do Jejum •A Divina Arte de Fazer Amigos •Equilíbrio Mental em um Mundo Mutável • A Universalidade da Yoga, entre outros.

Comments

comments