Igualdade pelas armas do amor e não-violência

Extraímos alguns trechos das reflexões de Paramahansa Yogananda sobre Gandhi, contidas no livro O Romance com Deus, escrito antes da morte do grande Mahatma, para nos inspirar em uma forma mais elevada de fazer política.

gandhi-e-yogananda

“Gandhi não acredita em criar igualdade pela força; em arrancar dos ricos o poder adquirido. Ele crê na renúncia espontânea e na doação altruísta, de coração. Tenta unir as pessoas cultivando a fraternidade em seus corações. Prega o amor, e prega que todas as nações se ajudem mutuamente, assim como irmãos carinhosos e prósperos ajudam um irmão desfavorecido.

O maior triunfo de Gandhi aconteceu quando seu exército sem armas, seu batalhão espiritual, resistiu às ordens dadas pelo governo: não fazer sal e não formar grupos. Testemunhas oculares descreveram como a polícia, armada com cassetetes e metralhadoras, investiu contra as pessoas; como homens corajosos caíram, com o crânio fraturado e o corpo ferido, e se reergueram, dizendo: “Podem nos matar, mas não sairemos daqui”. Em várias ocasiões os policiais fugiram, abandonando seus instrumentos de guerra, cansados de matar seus irmãos desarmados. Gandhi obteve o armistício, e a promessa de autogoverno foi exigida da Inglaterra. Ao resistir com força espiritual, Gandhi conseguiu muito mais para a Índia em três anos do que a Irlanda conseguiu em setecentos anos empregando a violência.
“Acredito que a maneira de acabar com uma guerra ficará demonstrada quando a Índia atingir seu objetivo sem lutar contra os ingleses nem matá-los. Então, uma Índia politicamente crucificada será vitoriosa e salvará outras nações.”

Destrua o ódio, e a paz virá para ficar

gandhi
Mahatma Gandhi deu ao mundo um método intensamente prático não apenas para esmagar a guerra, mas também para torná-la impossível. Por que as pessoas têm que explodir a cabeça dos outros para tentar resolver suas disputas, de um modo que nunca resolveu nada?

Nenhum político, com exceção de Gandhi, incluiu os interesses do mundo todo ao considerar o bem-estar de seu próprio país. Gandhi quer liberdade para a Índia e para todas as nações subjugadas, a fim de que o mundo possa ser um lugar mais seguro e mais feliz para os povos de todas as nações. A secreta dinamite do ódio causa a guerra. Destrua o ódio, e a paz virá à Terra para ficar. Gandhi é o porta-voz desta era, um reformador global. Um grande salvador político, que veio para conquistar o mundo com a invencível arma do amor e do entendimento, e para estabelecer os Estados Unidos do Mundo, tendo a Verdade como presidente. Com seu sofrimento, renúncia e amor universal, está fazendo os países sentirem que são irmãos e que, como tal, precisam resolver suas diferenças.

gandhi-marcha

Gandhi na marcha do sal

Uma política que siga os ideais espirituais de Gandhi e altares consagrados por homens divinamente iluminados pela meditação podem estabelecer um céu de paz dentro e fora da vida familiar, social, política e espiritual.

Gandhi está trazendo um paraíso de paz e de fraternidade aos corações dos povos de todas as nações.
Que os irmãos ocidentais continuem a conquistar o Oriente com a eficiência material; e que os irmãos orientais continuem a conquistar as almas dos irmãos ocidentais com o amor. Isto uniformizará o desenvolvimento dos povos do Oriente e do Ocidente, tanto material quanto espiritualmente. Mahatma Gandhi é o mistério espiritual moderno. Sua vida mostrará o caminho para resolver os complicados problemas do Oriente e do Ocidente.

[Mahatma Gandhi foi assassinado em 30 de janeiro de 1948 . No dia 1° de fevereiro, Paramahansa Yogananda conduziu um serviço in memoriam, honrando o santo martirizado.

Confira todos nossos artigos sobre Gandhi, clique aqui.

Livro usado como fonte: http://www.omnisciencia.com.br/o-romance-com-deus/p

Autobiografia de Gandhi: http://www.omnisciencia.com.br/gandhi-autobiografia-/p

Comments

comments