“A yoga nos leva para um caminho do bem maior. O caminho de explorar sua vitalidade, seus pensamentos, seu conhecimento e direcionar o ego.” Há mais de dez anos atuando em escolas, Luciana Polloni, que tem formação em dança, hatha-yoga e yogaterapia, resolveu trazer o conhecimento milenar para a realidade das salas de aula, visando trabalhar com as crianças habilidades como: tolerância, compreensão, confiança, verdade, disciplina, gentileza, respeito, aceitação das diferenças e equilíbrio das emoções.

yoga-nas-escolas

Coordenando a Ação Criativa, uma empresa que reúne profissionais voltados à arte-educação, ela contou ao Blog Cultura da Paz que a falta de conhecimento a respeito da yoga ainda cria entraves para a adesão da prática em escolas: “Presencio, diariamente, um certo bloqueio da ideia. Muitos ainda a veem como algo relacionado à religião”.

Nas aulas que ministra para os pequenos, a metodologia é lúdica e baseada em experiências que conduzem a criança a observar e absorver a Presença.

Vamos conferir duas práticas simples, possíveis de ser executadas em casa, que a Luciana compartilhou com a gente?

Estado de Presença:

Meditação para Crianças

Chame seus alunos/filhos/amigos para sentarem-se de forma confortável. Pode ser de pernas cruzadas, de pernas estendidas ou sentados sobre os calcanhares. Como se sentirem bem. Neste instante, peça que repousem as mãos nos joelhos e fechem os olhos. Leve a imaginação deles para o lúdico associando a inspiração com o “cheirar uma flor” e a expiração com “assoprar uma vela”. Faça isso por uns 5 minutos, inspirando e expirando, sugerindo essas imagens. A brincadeira está na imagem lúdica associada a ação de respirar.  Todos ficarão mais atentos e presentes nas próximas atividades.

Estado de Concentração:

yoga-para-criancas1

Quando seus alunos ou filhos estiverem ativos em excesso, com falta de concentração, convide-os para brincar de estátua e permanecerem como estão na mesma posição em que estão na atividade. Eles ficarão como uma estátua, movendo apenas o braço. Peça que eles estiquem um braço, fechem a mão e deixem o polegar estendido à frente do seu nariz. Olhando apenas para a ponta do polegar, cada criança se concentrará em olhar apenas o seu dedo se movendo para cima e para baixo, para cada lado, sem que a cabeça se mova. Lembre-se: eles são uma estátua. Apenas os olhos seguirão o polegar. Esta é uma técnica que conquista um estado de concentração e percepção do ambiente (como estava antes e como ficou calmo depois).

 

Mais sobre a Ação Criativa: https://www.facebook.com/acaocriativa.arteeducacao/?fref=ts

 

Carolina Conti

Carolina Conti é jornalista com especialização em Ciências da Religião pela PUC e autora do blog Altar Particular (https://blogaltarparticular.wordpress.com/). Atua como editora e coordenadora da área de Comunicação na Omnisciência.

Últimos posts por Carolina Conti (exibir todos)

Comments

comments