70 anos de autobiografia de um iogue“Em 10 de dezembro de 1946, o Mestre pediu a Ananda Ma que trouxesse a sua caneta. Usando um pé de cabra, ele abriu uma caixa e dela retirou as Autobiografias de Um Iogue, uma de cada vez. Então, escreveu: ‘10 de dezembro de 1946. Bênçãos incessantes, Paramahansa Yogananda.’ Algumas semanas mais tarde, a Sister (Ananda Ma) pediu ao Mestre para que lhe fizesse uma dedicatória. Yogananda a atendeu: ‘Encontre a eternidade no altar destas páginas.’

Eu me recordo vividamente quando a Autobiografia de Um Iogue foi lançada pela primeira vez. Algum tempo depois, perguntei a Paramahansaji se ele poderia anotar um pequeno pensamento em minha cópia. Ele escreveu: ‘Encontre o Infinito escondido no altar destas páginas.’ Às vezes, quando eu tinha uma necessidade específica, abria a Autobiografia em alguma passagem e pensava: ‘Não me lembro de ter visto isso antes!’. Ela abordava exatamente o que eu tinha que trabalhar naquele momento. Embora não soubesse onde deveria ir para encontrá-la no livro, pulava para a página que eu precisava ler. Descobri que o conselho do Mestre é realmente verdadeiro – você pode encontrar o Infinito escondido no altar destas páginas.

A Autobiografia de Um Iogue é uma escritura. Podemos aplicar cada história que há ali em nossa própria vida. Um exemplo disso é Babaji acompanhando Lahiri Mahasaya desde sua última vida em uma caverna, depois durante a sua vida astral e novamente em sua vida como Lahiri Mahasaya. Vigiando-o o tempo todo como uma mãe-pássaro guarda os seus filhotes. É exatamente assim que o Mestre cuida de você. Ele está sempre conosco.”

Sister Parvati

Sister Parvati no filme Awake, a Vida de Yogananda

*Tradução informal do artigo “First edition Autobiography of a Yogi arrives”. Anotações de depoimento da Sister Parvati, discípula direta de Sri Sri Paramahansa Yogananda. Versão em inglês disponível no link: https://yoganandasite.wordpress.com/2016/12/06/first-edition-autobiography-of-a-yogi-arrives-sister-parvati/

Comments

comments